skip to Main Content
11 3284-6672 contato@drricardoteixeira.com.br

Ângulo de Cobb: Diagnóstico para os casos de Escoliose

O ângulo de Cobb é utilizado para o diagnóstico e acompanhamento dos casos de escoliose. É empregado para medir a magnitude das curvas. Quando o valor é superior a 10 graus, estaremos diante de um caso de escoliose. Entenda mais sobre sua importância.

Ângulo de Cobb | Dr. Ricardo Teixeira
Figura 1: Ângulo de Cobb

O que é o ângulo de Cobb?

A coluna vertebral, quando observada de frente, tem um alinhamento retilíneo, sendo que até 10 graus de curvatura são tolerados dentro do limite da normalidade. Caso a curvatura da coluna exceda esse limite, o diagnóstico de escoliose será feito. O ângulo medido nestes casos é o ângulo de Cobb.

Coluna normal e coluna com escoliose
Figura 2: Coluna normal e coluna com escoliose (angulação presente)

Como o ângulo de Cobb é medido?

Este ângulo deve ser medido a partir de uma radiografia panorâmica da coluna vertebral. Este cálculo pode ser feito com exames impressos ou por programas de computador.

O ângulo de Cobb deve evidenciar a angulação máxima da curva da escoliose. Para sua mensuração, são desenhadas duas retas nas vertebras mais inclinadas dentro da concavidade da curva, tanto superiormente, quanto inferiormente. O ângulo formando entre estas retas é o ângulo de Cobb.

Ângulo de Cobb – Como medir?
Figura 3: Como medir?

Vale ressaltar que em geral os pacientes apresentam mais de uma curva, sendo necessário medir 2 ou mais ângulos de Cobb para um mesmo indivíduo. (Curvas em S, por exemplo).

Qual o seu significado clínico?

O ângulo de Cobb possibilita entendermos a gravidade da escoliose e classificá-la.

Grau do Ângulo de Cobb Diagnóstico
< 10 º Não é escoliose
10 – 25º Escoliose leve
25 – 45º Escoliose moderada
> 45º Escoliose grave

Por meio dele também podemos:

  • Acompanhar a evolução da escoliose (sobretudo em adolescente em período de crescimento).
  • Avaliar a flexibilidade da curva através de exames com inclinações ou tração.
  • Avaliar a correção da escoliose após uso de coletes e após a cirurgia.
Ângulo de Cobb | Dr. Ricardo Teixeira
Figura 4: Ângulo de Cobb

Limitações do ângulo de Cobb

A escoliose é uma deformidade tridimensional e o ângulo de Cobb apenas mede a inclinação da coluna quando observada de frente. Desse modo, ele não avalia outras aspectos como a rotação das vértebras, a proeminência causada pelas costelas, diferença na altura dos ombros etc.

Também é importante ressaltar que o ângulo de Cobb pode mudar de acordo com a postura e forma de realização do exame, por isso é fundamental que o exame seja realizado por profissionais capacitados e experientes.

As informações nesse artigo são gerais e não devem ser usadas para se definir o tratamento individual, que deve ser definido após uma avaliação médica criteriosa. Siga a recomendação do seu médico ou consulte um especialista em coluna.

Fonte:
Scoliosis Research Society
Sociedade Americana de cirurgia de coluna
Sociedade Brasileira de Coluna

Este artigo tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
Pesquisar
plugins premium WordPress