skip to Main Content
11 3284-6672 contato@drricardoteixeira.com.br

Sinal de Lasègue: o que é o teste do estiramento do nervo ciático?

O Sinal de Lasègue, também conhecido teste do estiramento do nervo ciático, é um teste clínico utilizado para avaliar a presença de dor irradiada na região lombar e nas pernas (dor ciática), geralmente causada por compressão ou irritação do nervo ciático. O sinal de Laségue é frequentemente realizado por médicos ortopedistas, neurologistas e fisioterapeutas em sua prática diária.

Como é realizado o Sinal de Lasègue?

O paciente é posicionado deitado de costas com as pernas estendidas e solicitado para se manter relaxado. O examinador então eleva o membro inferior do paciente com o joelho estendido. O Sinal de Lasègue é positivo quando o paciente refere dor na topografia do nervo ciático com 45 graus de flexão em média do membro. Este movimento tensiona o nervo ciático e as raízes nervosas da coluna contra as hérnias de disco e protusões da coluna.

Dor com menos de 30 graus de flexão ou acima de 80 graus falam contra o diagnóstico de hérnia de disco e a favor de outros diagnósticos, como por exemplo, patologias do quadril ou encurtamento muscular.

Esta dor também piora se, ao final do teste de Lasègue, fizermos uma dorsiflexão do pé do paciente. (Veja imagem)

Sinal de Lasègue ou Teste de Lasègue | Dr. Ricardo Teixeira
Figura 1: Sinal de Lasègue ou Teste de Lasègue

É importante que o médico repita o teste de Lasègue no outro membro, mesmo que não haja dor. Isto serve para avaliar a elasticidade do paciente e garantir que o desconforto não seja causado pela falta de alongamento do paciente.

Para o teste de Lasègue também é fundamental que no segundo momento, após a reprodução da dor, o médico flexione (dobre) o joelho do paciente e que a dor do paciente diminua.

Qual o significado clínico do sinal de Lasègue?

A positividade do teste de Lasègue denota irritação e comprometimento do nervo ciático. Na maioria das vezes, ocorre por hérnias lombares ou por protusões. Porém, outras condições de irritação do nervo ciático também tornam o teste positivo, sendo, portanto, importante que o paciente seja avaliado por um especialista em coluna.

Quais outras condições podem gerar um teste de Lasègue positivo?

Apesar de raras, condições como tumores, fraturas, infecções da coluna e doenças neurológicas (radiculopatia inflamatória) podem cursar com o Sinal de Lasègue positivo.

Teste de Lasègue: Área da Dor
Figura 2: Teste de Lasègue

Considerações finais

É importante observar que o sinal de Lasègue é apenas um dos muitos testes utilizados para diagnosticar problemas na coluna lombar. Ele deve ser interpretado em conjunto com a história clínica e exames de imagem do paciente para se obter um diagnóstico preciso. Portanto, é fundamental procurar a orientação de um profissional de saúde qualificado.

O tratamento ideal deve ser individualizado e definido após uma avaliação médica criteriosa.
Consulte um especialista em coluna.

Fonte:
O teste de Lasègue
Teste de Lasègue – Jornal da Associação Médica Americana
Sociedade Brasileira de Coluna

Este artigo tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
Pesquisar
plugins premium WordPress