skip to Main Content
11 3284-6672 contato@drricardoteixeira.com.br

Artroplastia lombar: a prótese da coluna lombar

 O que é, quais as principais indicações e como é o pós operatório da Artroplastia Lombar (prótese da coluna lombar).

Visto que nossa coluna está sob constante esforço e sobrecarga, é natural que com o passar do tempo os discos intervertebrais sofram um processo de “desgaste”, chamado degeneração discal.

Artroplastia lombar: a prótese da coluna lombar | Dr. Ricardo Teixeira
Figura 1: Movimentação da Coluna Lombar

Nesse sentido, a degeneração discal pode levar a desidratação e ao colapso do disco intervertebral, hérnia de disco, estenose lombar (estreitamento do canal vertebral) além de lesões musculares e ligamentares da coluna.

Quais os tratamentos da doença degenerativa discal?

O principal tratamento da doença degenerativa discal é o tratamento clínico que compreende fisioterapia, medicações, perda de peso, controle postural e mudanças do estilo de vida. Entretanto, na falha deste tratamento é possível realizar infiltração, cirurgias descompressivas, artrodeses e a artroplastia lombar.

O que é a artroplastia lombar?

A artroplastia lombar consiste na substituição do disco intervertebral por uma prótese com mobilidade intrínseca. Dessa maneira, a movimentação da coluna é preservada evitando a sobrecarga no restante da coluna, como acontece na cirurgia de artrodese.

Prótese de disco e seu arco de movimento | DR. Ricardo Teixera
Figura 2: Prótese de disco e seu arco de movimento

Quais as principais indicações de artroplastia lombar?

A artroplastia lombar é indicada aos pacientes com lombalgia ou ciática refratárias ao tratamento clínico e simultaneamente um comprometimento significativo da integridade do disco intervertebral.

Por manterem a mobilidade lombar, as artroplastias da coluna lombar são indicadas para pacientes com pouca artrose da coluna lombar (espondilose), geralmente pacientes abaixo dos 50 anos de idade.

Como é o pós operatório da prótese de disco lombar (artroplastia)?

Apesar de cada caso apresentar sua particularidade, a cirurgia em geral tem uma duração média de 1 hora. O paciente está apto a deambular no primeiro dia de pós operatório e retorna às suas atividades habituais entre 3 e 6 semanas, em média.

O tratamento ideal deve ser individualizado e definido após uma avaliação médica criteriosa.
Consulte um especialista em coluna.

Fonte:
Institudo de Coluna do Texas (https://www.texasback.com)
Sociedade Brasileira de Coluna (http://portalsbc.org)
AO SPINE (aospine.aofoundation.org)

Back To Top
×Close search
Pesquisar