skip to Main Content
11 3284-6672 contato@drricardoteixeira.com.br

Tumores da Coluna Vertebral

Os tumores primários da coluna vertebral, isto é, com origem na própria vértebra, são lesões raras e podem ser benignos ou malignos. Por outro lado, as metástases e os tumores hematológicos, como o mieloma múltiplo, são frequentemente encontrados na prática clínica.

Os sintomas são variados e muitas vezes os pacientes não apresentam queixas. Nos casos de dor persistente na coluna vertebral ou com irradiação para os braços e pernas, perda de peso e sintomas neurológicos como perda de força e sensibilidade, é necessária uma avaliação médica especializada.

O diagnóstico é realizado através da avaliação clínica por um especialista e com auxílio de exames de imagem, principalmente a tomografia computadorizada e a ressonância magnética. A confirmação do diagnóstico, quando necessária, é obtida com a biópsia do tumor.

Tumores Benignos

Os tumores benignos, em geral, são lesões estáveis com pequena possibilidade de progressão e na maioria dos casos não demandam tratamento intervencionista. Os mais comuns são:

  • Cisto ósseo aneurismático: são cavitações ósseas e não tumores propriamente ditos. O tratamento cirúrgico é indicado em poucos casos nos quais a estabilidade óssea é comprometida.
  • Osteoma Osteoide: tumor benigno ósseo que acomete sobretudo jovens, pode gerar dor noturna, com boa resposta ao tratamento clínico.
  • Osteoblastoma: acometem jovens e tendem a ser mais sintomáticos, apresentam-se frequentemente com mais de 2 cm de extensão e em alguns casos precisam ser retirados cirurgicamente.
  • Osteocondroma: tumor benigno derivado de tecido cartilaginoso, com baixa probabilidade de crescimento e sintomatologia. O tratamento clínico é suficiente, em sua maioria. A presença de síndromes genéticas associadas exige avaliação médica periódica.
  • Hemangioma: um dos tumores benignos mais comuns da coluna, têm sua origem no tecido vascular com proliferação de vasos sanguíneos. São encontrados em 11% da população e em sua maioria são assintomáticos, sem necessidade de tratamento específico.
  • Cisto de Tarlov: são cistos perineurais, isto é, cistos que se formam próximos às raízes nervosas, principalmente sacrais, a partir das meninges. São lesões assintomáticas e estáveis, na maior parte dos casos, sem necessidade de tratamento específico.
  • Granuloma eosinofílico: são lesões de natureza inflamatória e fazem parte da apresentação da Histiocitose X ou Histiocitose de Langerhans. Afetam sobretudo jovens e crianças, gerando dor e limitação de movimento na coluna cervical e lombar. A maioria dos casos melhoram com o tratamento clínico.
  • Tumor de células gigantes: são lesões benignas, porém com tendência a crescimento progressivo. Pelo seu comportamento de acometimento local progressivo, frequentemente está o indicado o tratamento de intervenção.

Tumores Malignos

Os tumores primários malignos da coluna vertebral são agressivos e, felizmente, são raros. Podem se manifestar com dor, perda de peso, déficits neurológicos e metástases. São encontrados o padrão lítico, isto é, com enfraquecimento/fratura óssea ou o padrão blástico, com formação de tecido tumoral semelhante a osso.

  • Osteossarcoma: tumor maligno com origem no tecido ósseo. Acomete principalmente adultos. Raro na coluna vertebral.
  • Condrossarcoma: tumor maligno com origem no tecido cartilaginoso e raro na coluna.
  • Mieloma Múltiplo: é o tumor maligno mais comum da coluna vertebral. Sua origem está relacionada com alterações nas células sanguíneas, por isso é denominado de tumor hematológico.
  • Sarcoma de Ewing: é um câncer que acomete principalmente jovens, tendo a característica de atingir tanto o tecido ósseo como as partes moles que o cercam. Reação inflamatória importante.
  • Cordoma: tumor maligno com incidência principalmente em indivíduos acima de 60 anos, sobretudo na região sacral e na base do crânio. Apresentam crescimento lento a partir da notocorda (remanescente embrionário). A cirurgia é o tratamento de escolha.

Metástases da coluna vertebral

Metástase é quando um tumor se dissemina para outra região do corpo diferente do seu local de origem. Quando isso ocorre, entende-se que houve progressão da doença oncológica. A metástase é o principal tipo de lesão maligna encontrada na coluna vertebral, superando em mais de 40 vezes a frequência das lesões primárias.

A coluna também é o principal local de metástases ósseas, demonstrando a importância de se considerar os sintomas dessa região, especialmente em pacientes oncológicos. Os principais tumores que geram metástases na coluna são o câncer de mama, próstata e pulmão.

O tratamento ideal deve ser individualizado e definido após uma avaliação médica criteriosa.
Consulte um especialista em coluna.

Fonte:
Mayo Clinic (https://www.mayoclinic.org)
Sociedade Brasileira de Coluna (http://portalsbc.org)
AO SPINE (http://aospine.aofoundation.org)

Este artigo tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
×Close search
Pesquisar