skip to Main Content
11 3284-6672 contato@drricardoteixeira.com.br

Espondilolistese

A espondilolistese se refere ao deslizamento de uma vértebra sobre outra adjacente, acarretando a perda do alinhamento esperado da coluna. Ainda que este “escorregamento” possa ocorrer em qualquer região da coluna, ele é mais frequentemente encontrado na região lombar.

Embora as manifestações clínicas possam ser semelhantes, existem diversas causas diferentes de espondilolistese, com graus variados de intensidade. Já em relação ao direcionamento, a listese (escorregamento) pode ocorrer em sentido anterior, sendo chamada de anterolistese, ou em sentido posterior, retrolistese.

Espondilolistese
Figura – O escorregamento vertebral presente na espondilolistese, em vermelho

Vídeo

Quais os sintomas causados pela espondilolistese?

Os sintomas variam de acordo com a intensidade do escorregamento e se houver acometimento de estruturas neurológicas, como a medula espinhal e as raízes nervosas (nervos). Desse modo, é possível encontrar tanto pacientes assintomáticos como quadros graves de dor e limitação motora.

Os principais sintomas são:

  • Dor Lombar
  • Dor ciática (se houver compressão do nervo pela vértebra escorregada)
  • Formigamento/fraqueza nas pernas
  • Contratura da musculatura lombar e das coxas

Quais as causas da espondilolistese?

As principais causas de espondilolistese são por uma falha estrutural da vértebra, chamada espondilólise, ou em decorrência do desgaste e sobrecarga da coluna ao longo do tempo, sendo denominada neste caso de espondilolistese degenerativa.

Além disso, mais raramente, outras condições como fraturas, malformações ao nascimento (congênitas), complicações pós cirúrgicas ou mesmo tumores podem ocasionar a espondilolistese.

O que é a espondilólise?

A espondilólise se refere a uma “falha” na estrutura óssea de uma vértebra lombar, geralmente causada por uma fratura de estresse (sobrecarga) durante a infância ou adolescência. Tal falha predispõe ao escorregamento desta mesma vértebra sobre a vértebra inferior (espondilolistese).

Qual o tratamento da espondilolistese?

Para todos os pacientes é preconizado cuidado postural, controle do peso, fortalecimento da musculatura do tronco (CORE) e alongamentos. Além disso, medicações como analgésicos, anti-inflamatórios e relaxantes musculares são importantes opções terapêuticas.

No entanto, nem todos os pacientes apresentarão melhora com o tratamento clínico, sendo importante uma avaliação médica especializada. Infiltrações lombares ou mesmo cirurgias descompressivas e de realinhamento lombar podem ser necessárias nestes casos.

O tratamento ideal deve ser individualizado e definido após uma avaliação médica criteriosa.
Consulte um especialista em coluna.

Fonte:
Mayo Clinic (https://www.mayoclinic.org)
Sociedade Brasileira de Coluna (http://portalsbc.org)
AO SPINE (aospine.aofoundation.org)

Este artigo tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top
×Close search
Pesquisar