skip to Main Content
11 3284-6672 contato@drricardoteixeira.com.br

Espessamento do Ligamento Amarelo

O espessamento do ligamento amarelo consiste na hipertrofia de um ligamento interno da coluna vertebral, chamado de ligamento amarelo, podendo comprimir as estruturas neurológicas da coluna (nervos e medula). Este processo pode ocorrer como consequência do nosso envelhecimento e como resposta às condições de sobrecarga da coluna.

É importante mencionar que embora o espessamento do ligamento amarelo seja uma importante causa de dor em pessoas acima dos 40 anos, nem todos os indivíduos com essa condição desenvolverão algum sintoma decorrente desse quadro. Saiba mais.

Espessamento do ligamento amarelo | Dr. Ricardo Teixeira
Figura 1: Espessamento do ligamento amarelo

O que é o espessamento do ligamento amarelo?

O ligamento amarelo é um ligamento interno da coluna vertebral com a função de limitar movimentos excessivos da coluna, além de proteger e servir de anteparo macio para as estruturas neurológicas. Curiosamente, recebe esse nome por sua coloração amarelada.

Espessamento do ligamento amarelo | Dr. Ricardo Teixeira
Figura 2: Ligamento Amarelo

Ele é formado por fibras elásticas e colágenas, sendo que ao longo da vida e por diferentes razões que veremos a seguir, a proporção de fibras colágenas vai aumentando em relação às fibras elásticas. Também aumenta a deposição de tecido fibroso (tecido cicatricial). Este processo torna o ligamento amarelo mais espesso e enrijecido.

Outro fator importante é que com o aumento da idade, os discos intervertebrais se desidratam e perdem altura, o que faz com que a coluna diminua em comprimento. Nesta condição, o ligamento amarelo se retrai, perdendo sua tensão (fica menos esticado) e se torna mais grosso (espesso).

Portanto, o espessamento do ligamento amarelo pode gerar compressão das estruturas neurológicas da coluna vertebral.

Quais são as causas do espessamento do ligamento amarelo?

Ainda não se sabe por completo todas as causas e explicações do espessamento do ligamento amarelo. Podemos mencionar como principais teorias:

  • Substituição de fibras elásticas por fibras colágenas (rígidas) ao longo da vida
  • Sobrecarga da coluna vertebral (esforços excessivos e má postura)
  • Sobrepeso e obesidade
  • Alterações anatômicas das articulações da coluna (facetas)
  • Perda de comprimento da coluna com o passar da idade, o que retrai o ligamento amarelo e o torna mais frouxo e mais espesso

Quais são os seus sintomas?

Os sintomas estarão relacionados com o local do espessamento do ligamento amarelo, sua espessura e grau de compressão sobre as estruturas neurológicas circundantes. Assim, é fácil entender que pacientes com quadros iniciais e leves, podem ser até mesmo assintomáticos.

As principais queixas são:

  • Dor lombar
  • Dor na região glútea e de coxas
  • Dor ciática
  • Estenose lombar – quando comprime o canal central da coluna vertebral
  • Dor Cervical
  • Cervicobraquialga (dor cervical irradiando para os membros superiores)
  • Alteração de sensibilidade nos membros
  • Perda de força e cansaço nos membros
  • Alterações de equilíbrio

Como é feito o diagnóstico do espessamento do ligamento amarelo?

Caso haja suspeita clínica, o principal método diagnóstico é a ressonância magnética da coluna vertebral. O exame é capaz de nos mostrar a espessura do ligamento e o grau de compressão sobre as estruturas neurológicas ao seu redor. O nível mais acometido é o L4-L5, seguido pelo L3-L4.

Espessamento do ligamento amarelo | Dr. Ricardo Teixeira
Figura 3: Espessamento do ligamento amarelo da coluna.

Quais os tratamentos indicados?

Os pacientes assintomáticos devem seguir apenas os cuidados básicos para a saúde da coluna vertebral:

  • Fortalecimento e alongamento da musculatura do tronco
  • Cuidados posturais
  • Atividade física regular
  • Evitar sobrecarregar a coluna vertebral
  • Evitar o sobrepeso
  • Ergonomia
  • Mudança do estilo de vida e de hábitos diários

Os pacientes com sintomas leves e moderados se beneficiam com a fisioterapia e terapias auxiliares (acupuntura, osteopatia, quiropraxia, dentre outras). Também podem ser indicados medicamentos específicos para diminuição da inflamação e combate às dores aguda, neuropática e crônica.

Em casos graves ou com a falha do tratamento clínico, são indicados tratamentos minimamente invasivos como:

A artrodese lombar e a artrodese cervical são reservadas para os casos que apresentem algum grau de instabilidade da coluna vertebral ou que tal instabilidade seja prevista após o procedimento descompressivo.

O tratamento ideal deve ser individualizado e definido após uma avaliação médica criteriosa.
Consulte um especialista em coluna.

Fonte:
Sociedade Brasileira de Coluna – https://www.coluna.com.br
AO SPINE – Grupo Internacional de Estudo da Coluna (https://www.aofoundation.org/spine)
Hipertrofia do ligamento amarelo – estudo molecular (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/32608536/)
Estudo científico – Fatores associados com o espessamento do ligamento amarelo (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/21343862)

FAQ

1. O que causa o espessamento do ligamento amarelo?

As principais causas do espessamento do ligamento amarelo são a sobrecarga da coluna vertebral, o envelhecimento, o sobrepeso e a má postura.

2. Qual é a função do ligamento amarelo?

As funções do ligamento amarelo são de estabilizar a coluna vertebral, proteger a medula e os nervos da coluna, além de servir como revestimento macio para as estruturas neurológicas dentro das vértebras.

Este artigo tem 1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
Pesquisar
plugins premium WordPress